Desenho de Experiências (DOE)

O Desenho ou Planeamento de Experiências (DOE) é uma técnica estatística utilizada na análise dos problemas de qualidade e da melhoria contínua do desempenho de qualquer processo produtivo.




A primeira abordagem sobre o assunto foi efetuada por R.A. Fisher nos meados do século passado, em Inglaterra, com enfoque na resolução de problemas relacionados com a agricultura e desde então têm sido desenvolvidos numerosos desenhos de experiências com aplicações às mais variadas indústrias.

Quando aplicado na fase de conceção, o DOE permite determinar quais os fatores de controlo, as interações e os fatores de “ruído” que afetam determinadas características do produto assim como quais os níveis de fatores que maximizam a robustez do processo.

Em termos de desenho podemos ter vários tipos de experiências, das mais simples (Desenho com um fator a vários níveis em que o nível de um determinado fator é feito variar observando-se o impacto no resultado - efeito) até às mais elaboradas (Planeamento fatorial completo e Planeamento fatorial fracionado também conhecido por método de Taguchi, nome do engenheiro e matemático japonês que o desenvolveu no inicio dos anos 60 do século XX).
Frequentemente, o número de experiências envolvidas no desenvolvimento de novos produtos ou processos é incomportável, pelo que a aplicação do método de Taguchi, permite a obtenção de informação relevante sobre o efeito dos fatores, efetuando o mínimo de experiências.

O sucesso da aplicação desta metodologia, passa por uma cuidada seleção dos fatores de controlo e respetivos níveis. Tal requer um adequado conhecimento dos processos e a realização de alterações deliberadas e sistemáticas nas principais variáveis de controlo (fatores) de modo a observar a alteração que as mesmas irão provocar no resultado final (resposta). É essencial uma adequada seleção do desenho de experiências (DOE) a utilizar caso a caso, com como assegurar:
  1. A condução das experiências de acordo com as melhores práticas disponíveis e;
  2. A interpretação dos respetivos resultados avaliando os efeitos produzidos pelos fatores em termos da variação.
Para mais informações sobre 6-Sigma consulte o artigo "O que é o Six-Sigma (6-Sigma)"

    Comentários

    Postagens mais visitadas deste blog

    9 Programas de Software Grátis para Gestão de Projetos

    PMBOK: Ferramentas e Técnicas - Estimar Custos do Projeto

    Como Fazer o Plano de Comunicação do Projeto